domingo, 22 de agosto de 2010

Fases...

A Joana anda numa fase complicada.
São birras e tentativas de auto-afirmação que nos deixam a nós e a ela frustrados.
A nós porque nos tentamos impor enquanto pais e parece que as dezenas de tentativas de lhe ensinar o que está certo ou errado nunca são suficientes nem eficazes.
A ela porque se revolta porque não pode fazer tudo como e quando ela quer.
Resultado?
Birras, vozes imperativas num tom mais alto do que desejamos, às vezes uma palmada...
Chego a alturas de desespero em que após ralhar e levar com birras, gritos, tentativas de bater, coisas atiradas ao chão, vou-me embora para outra divisão da casa e também eu choro.

Sei que faz parte e que ela tem, como mostra a toda a hora, uma personalidade forte...
A nossa também o é!

Depois há a parte da dependência...
É a minha sombra e exige que eu seja a dela!
Há quem me diga que ela está mimada de mais, coisa que não me entra na cabeça, há quem tenha a teoria que é porque ainda está a ser amamentada e por isso é demasiado dependente da mãe, há quem diga mil e uma coisas...
Para mim é só mesmo porque é minha filha e, por consequência, eu sou mãe dela.
Amo-a e mostro-lhe isso a cada segundo que passa, dou-lhe atenção, carinho, brinco, imponho-me, vivo por e para ela...

Daí o facto de ela ser muitíssimo pegada a mim, ao ponto de o simples gesto de lhe virar as costas a fazer chorar como se não houvesse amanhã.
Sim, é sufocante... Mas no fundo eu gosto, é a recompensa do meu esforço.
E o "há quem diga..." não me interessa para nada!

E depois há exactamente o oposto!

Quando está bem disposta e lhe corre tudo às maravilhas é um doce...
Uma palhacinha que se mostra feliz por nos fazer soltar gargalhadas. Dança, canta, dá beijinhos, abraços, faz mil e uma proezas e toda ela é um miminho! E se não nos vê rir (sorrir não chega) repete mil e uma vezes até alcançar o seu objectivo!

Eu queixo-me mas ela é a minha vida!

Sem ela a minha vida... Nem me lembro de como era.

Sem ela... Não sei viver!

17 comentários:

  1. Ana, como eu compreendo...a minha tambem começou com as birras nessa idade, mas aos 18 meses consegue piorar ainda um bocadinho mais...
    Quanto ao ser muito pegada a ti, nao acredito que seja devido a ainda amamentares...eu amamentei 2 meses...e a minha è tao pegada a mim, ao ponto de eu estar no hospital, devia ter ficado internada, mas a minha responsabilidade vir para casa, pois sei que ela ia sofrer imenso com a minha ausencia, e nao ia conseguir dormir...sei como è sufocante as vezes...mas como nos deixa feliz saber que elas nos amam assim tanto...nao è??
    E acredita...ela ja me pos muitas muitas vezes a chorar de desespero tambem...axo que tudo isto faz parte...
    deixo-vos um beijinho muito grande!!!

    ResponderEliminar
  2. umas tem putos sobredotados e outras tem pitas complicadas.
    tens a mania que és mais sofredora ou que amas mais que as outras, de certeza!

    Mais parece que em vez de uma filha tiveste um acidente para o que não te preparaste.

    Irra que não se tocam!

    ResponderEliminar
  3. Olá!
    Venho por este meio convidar-te a participar no Forum Nasci Mulher!
    È um espaço dedicado a nós, mulheres, mas onde todos sao bem vindos!
    Lá podes encontrar as mais variadas opiniões, dicas, conselhos,boa disposição etc...tudo, o que nos mulheres precisamos no nosso dia a dia...


    Podes encontrar-nos atravez do Blog:

    http://nasci-mulher.blogspot.com/


    ou directamente no Forum Nasci Mulher:

    http://www.nascimulher.com/


    Aparece, faz-te membro desta "familia" que esta a crescer!!Serás muito bem vinda!
    E so tens que trazer boa disposição!!


    A Familia Nasci Mulher, deseja-te um maravilhoso dia!!

    ResponderEliminar
  4. Que grande romance que vai aí entre ti e a tua filhota. Mas é assim. Ser mãe é mesmo assim. E o resto por vezes são fases que se ultrapassam. A Joana em breve vai começar a ganhar mais independência e as coisas vão-se tornar mais fáceis.
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Só para deixar uma beijoca solidária... assim que passam os 12 meses as nossas pipocas transformam-se e nós desesperamos, num misto de orgulho e impotência!

    ***

    ResponderEliminar
  6. Kristianna piora??
    Meu Deusssssss!!!!
    Claro que a parte positiva é o amor tremendo que damos e recebemos...
    É o melhor do mundo!

    ResponderEliminar
  7. Anónima (poderia dizer "Cara Anónima" ou "Menina Anónima" mas não me parece que se enquadre por ai:

    Não conheço ninguém com "putos sobredotados" nem com "pitas complicadas", a não ser que a Anónima se enquadre nessa tela e aí a conversa já seria outra.

    Não tenho a mania que sou mais sofredora ou que ame mais que ninguém, tenho é a mania que eu e a minha filha somos as maiores e isso certamente lhe fará cocegas na barriga.

    Obviamente, que, conscientemente, sei que da mesma forma que a minha filha para mim é a maior as/os das outras meninas também o são, o/a(s) que lhe pertence(m) não?

    Em relação ao acidente que aconteceu aos seus pais na altura da concepção da sua pessoa, não posso falar, mas peço para a minha vida que todos os acidentes que eu tenha sejam tão planeados, amados e desejados quanto a minha filha!

    Pelos vistos quem não se "toca" é a Anónima, falando na sua linguagem!

    Como diz (e muito bem) uma amiga minha, que julgo que a Anónima conhece, o seu tempo de antena chegou ao fim.

    Espero que tenha sido aplaudida nestes 5 segundos de fama, porque eu por aqui me fico... vou continuar a fazer o que sempre fiz, viver a minha vida! Não tem uma para viver?

    ResponderEliminar
  8. Fórum Nasci Mulher vou já cuscar ;)

    ResponderEliminar
  9. soniarabeca é verdade, grande romance com direito a tudo ehehe. Ao mesmo tempo que anseio pela chegada da independência, tenho um medo terrível dela.

    Bjs ;)

    ResponderEliminar
  10. Cati obrigada, nem mais... um misto de emoções estranhas ;)

    ResponderEliminar
  11. Bem...tens uma amiga nova ta visto!!!
    esta gentinha que nao tem mais nada que fazer, vem destilar a bilis para os blogs...
    Ohhh Ana...afinal, a tua filha è uma pita sobredotada, ou uma pita complicada???
    Hilariante!!!
    heheheh...

    Olha sim, a minha piorou...muitoooooooooooooooo

    beijinhos!!

    ResponderEliminar
  12. Kristianna é isso, uma mistura lol

    A tua piorou e eu vou enlouquecer lol

    ResponderEliminar
  13. Ai como eu te entendo...! :)

    ResponderEliminar
  14. Olá,

    Conheci o teu blog através do blog da Starfish e este post comoveu-me... ( e um comentário enojou-me....)!

    Comoveu-me porque por mais que nos preparemos o feitio dos nosso filhos não é 100% controlado por nós, e acredita que tu, como eu (espero que não te importes que te trate por tu) és a melhor mãe do mundo que a tua princesinha pode ter! MAs claro, ela é humana e por isso neste momento está a testar-te, a ti e ao papá, a medir forças a ver quem manda, e por muito que vos custe, são mesmo vocês que mandam... mesmo que isso implique que ela vai choramingar e fazer birras, e vos vai levar ao desespero. Sou mãe á 10 meses do Martim, e deves pensar porque raio estou aqui a opinar, mas vivi de perto o crescimento de dois primos gémeos, á bem pouco tempo, e presenciei o quão rápido num minuto passam de bestiais a bestas... Não sou a favor de bater, embora uma palmada não faça mal a ninguém, mas acima de tudo diálogo. Assisti em tempos a um workshop de como criar crianças positivas e confiantes, e as birras eram o tema principal, a solução... conversa muita conversa, responsabilidades..... enfim.. dava muita conversa e se quiseres posso passar-te alguma da info que recebi. Adorei

    Acima de tudo, quero dar-te os parabéns também por ainda amamentares, não me parece que seja por isso que a tua filha se considera a tua sombra e quer que o oposto também aconteça. ADmiro a tua capacidade e força de vontade.

    Parabéns pela princesa.

    Se tiveres interesse eu tenho um blog

    http://tim.pam.pum.blogspot.com


    AHH, e paciência!!! vozes de burro não chegam ao céu!

    ResponderEliminar
  15. Parabéns pelo Amor, pela cumplicidade e pela ternura. Amor de mãe e Amor de filha= Lindo
    Obrigada pela partilha desses sentimentos.
    Beijocas
    Vera Russo

    Não ligues a comentários de gente estúpida que só está bem se os outros estiverem mal, a felicidade dos outros faz-lhes mal. ;)

    ResponderEliminar
  16. É uma anónima ou um anónimo? Parece-me mais conversa de homem, desses que pôem em dúvida a maternidade e o instinto maternal...
    Hás-de ilucidar-me, quanto a este respeito.
    Tenho duas raparigas, e ambas são enormemente pegadas a mim. E, por incrível que pareça, a mais velha vive com o pai e restante família paterna, por imposição judicial.
    Uma longa história, sem pés nem cabeça...

    Dou a conhecer a todas vós as minhas petições:

    http://www.peticaopublica.com/?pi=P2010N1902
    http://www.peticaopublica.com/?pi=P2010N1300
    http://www.peticaopublica.com/?pi=P2009N575
    http://www.peticaopublica.com/?pi=P2010N2132

    ResponderEliminar
  17. É uma anónima ou um anónimo? Parece-me mais conversa de homem, desses que pôem em dúvida a maternidade e o instinto maternal...
    Hás-de ilucidar-me, quanto a este respeito.
    Tenho duas raparigas, e ambas são enormemente pegadas a mim. E, por incrível que pareça, a mais velha vive com o pai e restante família paterna, por imposição judicial.
    Uma longa história, sem pés nem cabeça...

    Dou a conhecer a todas vós as minhas petições:

    http://www.peticaopublica.com/?pi=P2010N1902
    http://www.peticaopublica.com/?pi=P2010N1300
    http://www.peticaopublica.com/?pi=P2009N575
    http://www.peticaopublica.com/?pi=P2010N2132

    ResponderEliminar